Saúde Psiquica - Dr. José Antonio de Bem
Adicionar como Página InicialE-mail
Saúde Psiquica - Dr. José Antonio de Bem
 
Saúde Psiquica - Dr. José Antonio de Bem
 
 

Depressão

Muitas pessoas confundem estar triste, com estar deprimido. Estar triste e desanimado pode ser considerado um estado de espírito humano normal, por exemplo, frente à perda de um emprego ou ente querido, porém quando estes sentimentos tornam-se inadequados, extremos e disfuncionais, são considerados um distúrbio de humor. Quando as pessoas saudáveis ficam abatidas por acontecimentos do dia a dia que são frustrantes, elas podem dizer “estou deprimida”, porém, na verdade, a depressão é uma doença clínica que necessita de intervenção médica, o que não acontece com a tristeza, onde findado um período, desaparece espontaneamente.

Existem vários tipos de depressão, que podem variar desde um simples episódio depressivo leve até um episódio depressivo grave, com tal nível de comprometimento das funções psíquicas, que a pessoa cinde com a realidade concreta.

Importante ressaltar que há parâmetros que devem ser levados em consideração, na formulação de um diagnóstico de depressão, como por exemplo, perda de interesse, prazer e energia reduzida, levando a uma fatibilidade aumentada e atividade diminuída, cansaço significativo após atividades leves é comum.

Outros sintomas: concentração e atenção reduzida, auto-estima e auto confiança reduzida, idéia de culpa e inutilidade, visões desoladas e pessimistas em relação ao futuro, idéias ou atos autolesivos ou suicídio, sono perturbado, apetite diminuído ou aumentado.

Fatores constitucionais genéticos predisponentes ao desencadeamento de um quadro depressivo devem ser levados em consideração eis que, frente à vivência globalizada da atualidade, o ser humano fica exposto a um “bombardeio” de informações que dentro da dinâmica que vivencia, quer seja no âmbito familiar ou mesmo no grupo de suas relações, acabam por precipitar um episódio depressivo. Na pratica o tratamento consiste na intervenção desta dinâmica vivencial, alinhando valores da pessoa com o meio em que vive, ou seja, minimizando e resolvendo os conflitos internos e quando necessário a introdução de medicamento específico, cujo qual associado à dinâmica ( psicoterapia ) reorganizará concomitantemente a química necessária para estabilidade do humor e desempenho das funções psíquicas.

Segundo uma pesquisa Americana, no ano de 2020, os acontecimentos na esfera psíquica se tornarão a primeira causa de afastamento do trabalho. Apesar de toda a informação veiculada nos dias de hoje a cerca da saúde psíquica, ainda é muito elevado o preconceito em relação a estar acometido por um quadro depressivo, pois é comum se ouvir que quem vai ao psiquiatra é porque esta “louco” e que depressão não é doença e sim “frescura”.

Como encontrar o profissional certo?

Quando falamos em comportamento humano, na relação médico paciente deverá existir mais do que tudo a credibilidade, pois, ninguém consegue confiar a alguém as suas particularidades se não houver cumplicidade, resultando em uma busca orientada do auto conhecimento, sendo este adquirido com uma orientação técnica que forneça subsídios para a pessoa dentro da sua realidade e valores, conseguir desenvolver todas as suas potencialidades, sem as cobranças internas, que na maioria das vezes impedem a mesma inconscientemente a agir de forma a responder aos modelos paterno e materno, se anulando e não conseguindo se permitir nas mais variadas áreas de atuação do seu dia a dia. Ao contrário que se possa imaginar, terapia não é sessão de aconselhamento e sim o entendimento do comportamento de uma forma lógica, onde passa se a entender as reações que temos frente a determinados estímulos.

Caso você apresente 3 ou mais sintomas desta lista abaixo, procure uma avaliação médica cuidadosa:

1 – Tristeza, ansiedade, irritabilidade, medo
2 - Insegura, indecisão
3 - Falta de prazer
4 - Fadiga, cansaço
5 - Concentração e atenção reduzidas
6 - Auto estima e auto-confiança reduzidas
7 - Idéias de culpa e inutilidade
8 - Visão desolada e pessimista do futuro
9 - Desejo de não estar vivo, de querer morrer ou se matar ( suicídio )
10 - Sono perturbado
11 - Apetite alterado para mais ou para menos
12 - Queda do desejo e do desempenho sexual
13 - Queixas físicas variadas: dor de cabeça, diarréia, falta de ar
14 - Tendências isolacionistas


Saúde Psiquica - Dr. José Antonio de Bem